13 de abril de 2011

Frágil como um tecido branco. Mas não um tecido qualquer. O nosso amor era o romantismo na idade moderna, e o respeito pelos princípios e pelos valores da era antiga. Eram os passeios no banco de jardim, florido pela nossa cor. Minha cor de amor. Quando morreste, fiquei contigo. Sempre contigo. Como outrora te houvera dito. Entre olhares sinceros, as palavras acalentaram-te o peito. Fomos felizes para sempre, até quando o deixaremos de ser. Por vontade, nunca irá acontecer. O destino tomará conta do que nós não pudermos. E a cada dia que passa, a saudade de te ouvir chamar por mim, está escrita em poemas. Poemas que no reencontro, te cantarei. Como fazíamos naquelas tardes sem fim. Minha cor de amor, que mesmo aí cuidas de mim. Sem folgo ou descanso. Apenas te peço mais uns dias para me despedir do nosso mundo, depois podes levar-me até ti. Porque, juntos sempre demos tudo, até ao dia em que te foste. E eu fiquei com o silêncio das noites. A sentir-me mais velha, mais sozinha, mais triste, mais fria... mais morta.
Claire, 20 de Fevereiro de 1999

21 comentários:

Maria disse...

Sweet luisinha, voltaste com palavras cheias de ti. Voltaste tu, tão tu. E este texto é a prova viva que o teu lugar é aqui. Está... sublime*

Marie disse...

Apaixonante!

ana patrícia disse...

muito obrigado! :3

raquel disse...

ainda bem que decidiste voltar, gosto muito de ler o que escreves :)

hayley bellamy disse...

que lindo..
adoro o blog

ana moura disse...

mais que lindo!
decidi voltar com aquilo que tinhas saudades, antes de colocar continuação à história :))

ana moura disse...

sim minha luisinha, quando acabar a história nunca mais irei abandonar estas palavras :))

ana moura disse...

igualmente, querida luisinha.

fátima pereira! disse...

obrigada mesmo!

ana patrícia disse...

é bom saber isso :)

hayley bellamy disse...

segui!

Mafalda disse...

Adorei, adorei*

annie disse...

uau :o

annie disse...

é bem mais do que bom, acredita. kate nash, tens muito bom gosto :')

raquel disse...

:)*

ivone silva. disse...

juro com toda a força que está fantástico! fantástico...

branwyn disse...

estou estupefacta! está lindo, lindo, lindo! bastante apaixonante :) adoroo!
beijinho*

a catraia disse...

as memórias ficaram, mas a magia continua! és linda, luísinha

inês alves disse...

sempre tu Lui, só tu. única :)<3

inês alves disse...

sempre tu Lui, só tu. única :)<3

Catarina disse...

Está lindo!