6 de janeiro de 2012

porque as há. Pela Raquel

Há palavras que são estalos. Há acções que são teatros. Há momentos que são cínicos. Há sorrisos que são irónicos. Há verdades que são escuras. Há escadas falsas. Há abraços pequenos demais. Há pessoas que não são pessoas. Há coisas que eu faço questão que nunca sejam só coisas. E outras, que quero mesmo que por aí fiquem. Porque tudo dura o tempo que é necessário, para que um dia o corpo não se esqueça dos caminhos que precisa pra voltar. E há pessoas que partem sem saber que deixaram mais do que deviam, durante a viagem, que chega a ser nada. Chegam a ser nada. Há pessoas sozinhas. Há pessoas que não são pessoas.

9 comentários:

carina disse...

oh que belo

inês disse...

Oh Raquel, sempre tão certa e directa

Incógnita disse...

" E há pessoas que partem sem saber que deixaram mais do que deviam, durante a viagem, que chega a ser nada. " esta frase diz-me imensoo

inês disse...

há mesmo, raquel...

may. disse...

amei o teu blog!

mary disse...

Deixei aqui um suspiro tão grande e olha, sabes, tu fazes-me pensar e flutuar na minha alma. E olha, sim! Há isto tudo! Que coisa.

Mariana disse...

"E há pessoas que partem sem saber que deixaram mais do que deviam, durante a viagem, que chega a ser nada. Chegam a ser nada. Há pessoas sozinhas. Há pessoas que não são pessoas." há pessoas, como tu, que nos enchem as medidas sempre que lêem as tuas palavras

Beatriz disse...

Adoro o blog, sigo-te <3

Bárbara Cunha disse...

Está lindoooo, amei amei *-*