21 de fevereiro de 2012

filosofias

Deixa as pontas das cordas por atar, e os fins de estrada por desvendar. Deixa o mundo, e vive só. Sem querer saber do futuro, mas a amar sempre o presente. E aprende a saber esperar. Mergulha na naturalidade. e...que seja

7 comentários:

Mariana disse...

nem mais, nem mais
:))))))

inês disse...

suspiro a cada texto que leia teu. mesmo que sejam estas simplicidades, estas filosofias.. porque isto é vida

Gizelle disse...

e que seja...
adorei!

annie disse...

que seja.

Algo Estranho... Alguém Diferente! disse...

gostei muito!

Anônimo disse...

Não aceites o comentário como twiggy, o blog não é meu.

Love, Tiz.

Anônimo disse...

Vai com o vento que o tempo conta-te,
Vai assim... a descobrir,
Vai com o agora que o depois vem lá,
E verás que tens mais razões para sorrir.

Tiz. <3